Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

RESENHA: O JARDIM DE OSSOS- TESS GERRITSEN

Esse carnaval está sendo extremamente produtivo, pois estou conseguindo atualizar minhas leituras!
Ler é uma paixão e posso dizer que estou super feliz de ter descoberto essa escritora "Tess Gerritsen" através de um amigo. O bacana é que ela é uma ex-médica, e escreve thrillers médicos, o que torna a leitura ainda mais interessante e real.
Coincidentemente, a Livraria Saraiva lançou uma coleção 2 livros em 1 e aproveitei pra comprar 6 livros dessa escritora. 

O primeiro livro que li e sobre o qual irei escrever é "O Jardim de Ossos". Eu simplesmente adorei a linguagem fácil e instigante dessa escritora, li o livro em apenas uma semana! O que me chamou a atenção desse livro foram duas histórias separadas pelo tempo.


Nos dias atuais, temos a personagem Julia Hamill. Traumatizada com o fim de seu casamento, Júlia se muda para uma casa que precisa de várias reformas. Ela decide fazer isso por conta própria e ao cavar em seu jardim, sua colher de pedreiro bate em algo sólido. O que ela imaginou ser uma pedra, ela descobriu mais tarde ser, um crânio humano. Então, uma equipe de legistas e antropologistas chegam em sua casa informando que se trata de um esqueleto feminino do século XIX, enterrado antes de a casa ser construída.
Júlia então ficou extremamente curiosa com aquele fato e decidiu descobrir o que de fato levou à morte da mulher. Júlia recebe um telefonema de Henry Page, um idoso louco por fatos históricos e primo de Hilda Chamblett, a falecida proprietária da casa de Júlia. Todos os pertences de Hilda foram endereçadas a ele, e Henry propõe que Júlia vá ao seu encontro para que eles juntos descubram mais informações sobre o esqueleto. Ela aceita e ao vasculharem as caixas antigas, eles descobrem cartas datadas do ano de 1888 em diante. Cartas de um médico renomado, Oliver Wendell Holmes, contando para alguém sobre o misterioso caso de Rose Connoly, Norris Marshall e o Estripador de West End.
Rose Connolly é uma jovem irlandesa de 17 anos, pobre, porém trabalhadora. Ela vê o nascimento da sobrinha Margaret e a morte sequencial de sua única irmã Aurnia, devido a febre puerperal. Determinada a cuidar de Meggie, já que o pai do bebê não a quer, ela deixa o hospital decidida a conseguir dinheiro para a sobrevivência da criança. Ela só não podia contar com a perseguição que enfrentaria e inúmeras fugas que teria que adotar.
Norris Marshall, é um filho de fazendeiro, e estudante de medicina. Mora em um quarto pequeno  em Boston. Diferente dos burgueses, ele precisa arranjar bicos para conseguir dinheiro para seu sustento, e um desses bicos é roubar cadáveres frescos de seus túmulos para vendê-los aos professores da universidade, que precisavam para o ensino de anatomia. Por outro lado, Norris é o aluno mais brilhante e dedicado da universidade, sendo notado por todos.
O suspense começa quando duas enfermeiras e um médico respeitado são brutalmente assassinados levando Norris a ser considerado o principal suspeito. Rose foi uma das testemunhas do primeiro assassinato, afirma ter visto o assassino, porém, ninguém acredita nela. Norris se envolve com Rose e tenta ajudá-la, mas ao mesmo tempo tenta salvar sua própria pele. Além disso, ambos têm a ajuda de Oliver Wendell Holmes, que mesmo sendo da burguesia, se dispõe a ajudá-los.
A história de 1830 é o foco principal. Júlia Hamill é apenas alguém que descobre o que aconteceu naquela época. Os cenários antigos, de carruagens a enfermarias, ruelas e hospedarias, foram descritos com tantos detalhes que realmente nos sentimos naquela época. Há suspense, tensão e até mesmo romance, que à propósito, é de tamanha suavidade.
Como todo leitor, eu tive meus personagens favoritos. Rose Connolly se mostrou uma guerreira e não teve como não me encantar. uma personagem que expressa uma garra de viver, mesmo sem condições. Além de lealdade para com os que a cercam. Norris Marshall está na mesma linha, como não admirar uma pessoa dedicada e determinada em seus objetivos? Creio que ser um médico naquela época não era nada fácil! Ainda mais para um rapaz sem posses! E como não podia faltar Oliver Wendell Holmes, um rapaz rico, mas de excelente caráter.

Aliás, Oliver Wendell Holmes não é um personagem fictício. Ele foi um um médico conceituado além de poeta. Descobriu a cura para a febre puerperal, um mal que levava a morte de várias mulheres devido a higienização precária dos hospitais.

Citação belíssima desse poeta:
"Não tenhamos a pretensão de imaginar que a amizade nos autoriza a dizer coisas desagradáveis aos nossos íntimos. Quanto mais chegadas são as nossas relações com uma pessoa, mais necessários se tornam o tato e a cortesia." O.W.H.

Bom, aos que se interessarem com o desenrolar da história, posso assegurar que será uma ótima leitura! Um suspense de primeira. 

Agora é partir para o próximo livro de Tess Gerritsen "O Cirurgião".



Um comentário:

  1. Muito interessante, gosto de livros de suspense, o bom dela ser médica é que eu imagino que seja bem detalhada a investigação da morte... Como um legista faria, tipo em Dexter :)

    Vou acompanhar mais seu blog, muito bom!

    ResponderExcluir