Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

sábado, 4 de agosto de 2012

RESENHA: DRAGÕES DE ÉTER- CAÇADORES DE BRUXAS DE RAPHAEL DRACCON

"A literatura ajuda-nos não a nos conformarmos com o horror que o mundo tem, mas sim a sonharmos com a beleza que o mundo pode ter."

E é com esse incentivo que eu escrevo mais uma resenha, minha segunda leitura de inverno "Dragões de Éter- Caçadores de Bruxas" do escritor brasileiro Raphael Draccon, responsável por trazer o sucesso literário Game of Thrones. Esse é o primeiro volume de uma trilogia lançada pela editora Leya em 2007. Fantasia é um gênero fascinante, e não se vê escritores nacionais abordando esse tema, Raphael Draccon foi um dos corajosos a iniciar essa sequência no Brasil que super merece nossa atenção.


"Nova Ether é um mundo protegido por poderosos avatares em forma de fadas-amazonas. Um dia, porém, cansadas das falhas dos seres racionais, algumas delas se voltam contra as antigas raças. E assim nasce a Era Antiga.
Essa influência e esse temor sobre a humanidade só tem fim quando Primo Branford, o filho de um moleiro, reúne o que são hoje os heróis mais conhecidos do mundo e lidera a histórica e violenta Caçada de Bruxas.
Primo Branford é hoje rei de Arzallum, e por 20 anos saboreia satisfeito, a paz. Nos últimos anos, entretanto, coisas estranhas começas a acontecer...
Uma menina vê a própria avó ser devorada por um lobo marcado com magia negra. Dois irmãos comem estilhaços de vidro como se fossem passas silvestres e bebem água barrenta como se fosse suco, envolvidos pela magia escura de uma antiga bruxa canibal. O navio do mercenário mais sanguinário do mundo, o mesmo que acreditavam já estar morto e esquecido, retorna dos mares com um obscuro e ainda pior sucessor. E duas sociedades criminosas entram em guerra, dando início a uma intriga que irá mexer em profundos e tristes mistérios da família real.
E mudará o mundo."

Resenha: Dragões de Éter- Caçadores de Bruxas se passa em Nova Ether, um mundo repleto de Semideuses e suas devidas criações: homens, trolls, fadas boas e fadas corrompidas. Não há um protagonista nessa história, na verdade, todos os personagens possuem uma importância significativa na trama, mas vale destacar a participação ativa do narrador, instigando o leitor a cada vez mais seguir adiante em busca de mais aventura, mais respostas. Acontece uma interação constante com o leitor que foi muito impressionante ao meu ver.
O livro é dividido em três atos e conta de forma alternada as aventuras dos personagens principais: Rei Primo Branford e seus dois filhos Axel e Anísio Branford, os irmãos João e Maria Hanson, a menina Ariane Narin e o pirata Jamil Coração de Crocodilo.
Esses nomes parecem simples, mas eles vieram de antigos contos de fadas que fizeram parte da infância de todos nós: os famosos irmãos João e Maria que encontraram a deliciosa casa de doces no meio da floresta e quase foram devorados pela bruxa horrenda; Ariane Narin é a doce Chapeuzinho Vermelho que vai visitar sua avó na floresta e acaba por presenciar sua avó sendo devorada pelo lobo mau; e Jamil Coração de Crocodilo é filho de ninguém menos que Capitão Gancho! O diferencial dessa história é que o escritor vai mais fundo nesses contos de fada e revela detalhes que acredito que toda criança já imaginou: o que será que aconteceu depois com os personagens? Sempre tem mais história! A forma como ele conta a história de João e Maria do princípio, é tão rica em detalhes que adoraria que as crianças lessem essa versão e não a tradicional.
Essa reutilização e reformulação de personagens dos contos de fada foi a grande sacada do escritor. Ele consegue detalhar a verdadeira crueldade dos vilões que muitas vezes é mascarada nos contos de fadas. Além disso, há criação de novos personagens baseados na cultura pop, como jogos da série japonesa Final Fantasy. 
Raphael tem uma escrita diferente, não digo fácil, mas instigante. Ele consegue prender o leitor com a quantidade de detalhes, questionamentos durante a trama que nos faz buscar ainda mais nas páginas seguintes.
Assim como o livro não tem um protagonista, eu não me afeiçoei a nenhum personagem em especial. Todos se encaixaram de um jeito tão bacana que não tem como não admirá-los de certa forma, inclusive os vilões. Todos tiveram sua devida contribuição abordada pelo autor e é super importante quando se trata de uma história na qual traz muitos personagens.
Volto a reforçar, Raphael Draccon foi super corajoso ao escrever esse livro e ganhou espaço nesse mercado que é super competitivo e bastante dominado pela literatura estrangeira. Aos amantes de uma boa aventura e para aqueles que ficaram curiosos com a abordagem de conto de fadas repleto de detalhes, Dragões de Éter é uma ótima pedida.



Nenhum comentário:

Postar um comentário