Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

DIVAGAÇÕES 1

Como muitos estão falando: agora 2013 começou! Só porque o Carnaval passou enfim. Não sou fã de Carnaval, aliás, não gosto desse evento, acho que o único benefício para a minha pessoa, são os dias de folga em que posso assistir meus seriados favoritos e ler alguns livros, como eu fiz! Terminei de assistir a sexta temporada de Criminal Minds (sou simplesmente viciada!) e li nada menos do que dois livros em inglês (Torment e Passion, da série Fallen) e estou quase acabando um em português (Charlotte Street). Na verdade a parte triste, é que fiquei doente a semana toda, o que desacelerou o processo. Mas não atrapalhou.
Mas amanhã a vida volta ao normal, quero dizer, eu volto ao trabalho. É, trabalho no sábado, fazer o quê? Não faz diferença alguma pra mim. Acordo às cinco e trinta da manhã, pego um ônibus que a viagem dura mais ou menos uns quarenta minutos, e estou na escola, para dar aula até as duas horas da tarde. É... o dia mais puxado, não sei porque. Acho que por não ter intervalo, por falar em excesso, não sei. Mas se quero concretizar umas ideias que veem povoando minha mente desde o início do ano, vai continuar assim.
Bom, o ano começou desde primeiro de janeiro, pois desde essa data eu venho desejando mudanças. Na verdade, eu sou meio maluca, passa meio mundo de ideias na minha cabeça, pra então eu me decidir por uma. E eu ainda fico com uma pulguinha atrás. Nem sei porque. Eu deveria ter mais confiança em meus ideais, e eu já tenho tudo organizado, não sei porque da insegurança. Enfim. Coisas de canceriano.
Aliás, eu estou em débito com esse blog. No início do ano, estava toda inspirada, mas assim que comecei a trabalhar, minha inspiração foi dar um rolé. Tinha me feito uma promessa de postar aqui o que me aconteceu durante a semana, até pra organizar mais as coisas. Não aconteceu. Estou escrevendo hoje, dia quinze de fevereiro, e muita coisa já aconteceu.
Meu ano novo foi com pessoas especiais: meu melhor amigo Bené, e minha prima Hosana, juntamente com minha tia Sulica (mãe da Hosana), fizemos uma ceia super fofa, deu gosto de organizar e passar a virada com eles. Sensação de coisa boa vindo. Ficou faltando minha prima Josiane, uma pessoa que tenho como parente e amiga, apesar de suas oscilações.
Passou-se uma semana, e as aulas na escola voltaram. Queria e não queria tanto voltar ao trabalho. Dar aulas é um dom, mas também envolve paciência e um pouco de, como posso dizer, desapego. Digo isso porque me envolvo com meus alunos, e isso não resulta em algo positivo para mim no fim das contas. O que eu quero dizer é que eu sofro com o processo de aprendizado, e se os alunos estão de certa forma desesperados, agitados, isso me afeta. Mas eles não estão nem aí para o que possa acontecer com a professora. Por isso digo, desapego. Alguns alunos te cativam, e muitos gostam de você, mas se vier um melhor, eles te esquecem. Triste, mas a realidade.
Acho que essa turbulência de responsabilidade, de agitação que de certa forma não foi positiva, me tirou dos eixos. Minha inspiração foi embora, minha paciência e meu interesse de interagir com os que fazem parte da minha rotina. Mas sabe? Eu precisava disso. Assim eu vi quem se importava comigo, quem veio querer saber como eu estava e tudo. Sempre fui eu a fazer esse tipo de aproximação, e como é de praxe, ninguém se comporta como você espera.
Mas eu melhorei. E posso dizer que um encontro pode mudar muita coisa. É...Wesley, meu amigo de férias em Brasília, com um único encontro conseguiu me deixar bem. Ele tem esse dom. Além de ser o responsável pela minha decisão de mudar, vai ser bom, tenho certeza! E com isso, minha inspiração voltou, meu bom humor, e minha gana pra correr atrás de coisas que me beneficiem. Parei de agradar os outros, o último foi o Wesley, mas ele merece, sempre. Agora estou me agradando. Chame egoísmo, o que seja. Não me importo mais.
E pra finalizar, vou estudar espanhol! Aê! Estou feliz! Sempre quis falar rápido como os espanhóis, assim, eu falo no inglês, mas eu quero no espanhol. Sempre achei uma língua interessante, e agora meu interesse aumentou e as oportunidades também me favoreceram. =) Fiz minha matrícula hoje e deu tão certo que nossa, me acalmou. Sei que vai ser um desafio, mas eu já aceitei, e quero isso muito!
Enfim. Escrevi demais, mas eu precisava. Quero que os próximos dias sejam surpresas na minha vida. Boas ou ruins. Mas que venham. quero desafios, mas quero mudanças, sorrisos, aventuras, e muita serenidade. Sei que Deus tem tudo planejado. Agora é paciência pra esperar, e venha o que vier! ♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário