Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

sexta-feira, 14 de junho de 2013

LERULIAN- A QUEDA DA CIDADE DOS HOMENS- DAN ALBUK

"O equilíbrio é uma das virtudes que todo homem deve ter dentro de si, até mesmo o mais talentoso dos feiticeiros, ou o mais bravo dos guerreiros."

Minha resenha de hoje é do livro "Lerulian- A Queda da Cidade dos Homens" do escritor carioca Dan Albuk. Esse é o primeiro livro do escritor, lançado pelo selo Novos Talentos da editora Novo Século. Dan Albuk também possui um canal no You Tube chamado QLag, para gamers sem frescura!


Sinopse: A história de Lerulian ocorre em um tempo e espaço imaginário, um lugar inspirado no Planeta Terra e habitado por milhares de criaturas fantásticas. O livro narra o conflito do jovem ferreiro Vaan Sorg, que do dia para a noite é obrigado a sair da Cidade dos Homens a mando do Rei Ulgl Aisen e encontrar, na Cidade de Gravelt, um rapaz chamado Axel Amagog. Ao longo do caminho o rapaz encontra o mercenário exilado Rus Kaisir, que cumprindo ordens do Rei lhe entrega um pacote secreto que não deveria ser aberto por nenhum motivo até chegarem em Gravelt. Em pouco tempo, Sorg descobre que é uma peça essencial de um quebra cabeça gigantesco, e nada é o que parece ser. É iniciada uma mortal corrida contra o tempo, onde uma espada decidirá quem irá ganhar ou perder. Alianças são formadas, cidades destruídas e amizades construídas ao longo do tempo. Em breve uma guerra estourará, e uma épica luta por poder, vingança e liberdade começará a ser travada pelo continente de Yvion. De que lado você está? Vida longa a Mão Branca!



Van Sorg, personagem principal da trama, leva uma vida simples trabalhando com seu pai, Thorg,   na Casa de Ferragens Fogo Amigo, de onde vinham as melhores espadas da Cidade dos Homens. 

"Sorg, em contrapartida, não era muito habilidoso em fazer espadas, mas tinha um talento quase inacreditável para usá-las."

Só que em uma noite essa vida simples e tranquila de Sorg muda completamente: seus pais desaparecem, ele é acusado de assassinato e é mandado pelo Rei em uma missão secreta.

Mas o que é Lerulian? Bom, Lerulian era uma espada mística dada pelo Criador Fal-Hal a um de seus filhos, Val Grahn. Porém, acreditando que os seres humanos desrespeitavam o Criador, iniciou uma guerra. À medida que Val- Grahn lutava, mais ele se corrompia, levando-o a ser mais humano e menos Deus. Sendo assim, Fal-Hal, interviu e protegeu suas criações. Não destruiria uma para o benefício da outra. Lerulian foi separada em duas partes e lançada nos confins de Yvion, enquanto Val Grahn, enfraquecido, se escondeu além das montanhas de Enghali. 

Com isso, uma busca desenfreada pela espada começou. Porém, com o tempo, a mística espada tornou-se esquecida. E o mito durou por muito tempo. Até agora...

Uma parte de Lerulian foi encontrada e entregue ao seu dono. Será que uma nova guerra está prestes a acontecer? Língua Negra vai enfim retornar? Onde estará a outra parte de Lerulian? Só lendo essa obra sensacional para buscar respostas para essas e muitas outras perguntas que com certeza vão surgir!

Lerulian se passa em um cenário medieval, repleto de seres místicos como índios, gigantes,  bruxas, mulheres aladas, silcs e muita magia. Além da sensacional Floresta Viva e os condenados da Terra Morta! 
O que mais me chamou a atenção foram as formigas gigantes, e não pude evitar de comparar com O Hobbit! As aventuras que Bilbo vivencia são bem similares com as que Sorg passa, não digo literalmente, mas sim na perspectiva de que uma pessoa que nunca teve uma aventura na vida é colocada à prova, corre vários riscos, se arrisca pelos amigos e amadurece, é essa a minha comparação, foi isso que eu senti nesse livro.
Outra característica desse livro é a forma como Dan descreve as cenas sem poupar detalhes, sejam eles sangrentos, nojentos, o que for. Isso foi significante, super original, sem frescuras. Abaixo, um trecho que muito me marcou:

"O índio parou de se debater quando a criatura agarrou-lhe o tronco com as duas mãos e puxou com toda força que tinha nos braços. Ypê foi despedaçado em dois e cada parte de seu corpo voou para um lado, decorando a neve com salpicos de sangue."

Um livro muito bem escrito, misterioso, com o dom de prender o leitor a cada capítulo. Ainda vem com um mapa de todos os lugares descritos no livro.
Os capítulos são curtos e envolventes que quando você vê, já terminou de ler o livro. Senti isso a cada vez que avançava na história e quando terminei, fiquei com um sentimento de quero mais, poderia ter mais páginas! Mas enfim, isso fica pra o próximo volume, que eu aguardo com muita ansiedade!
Super recomendo Lerulian para os fãs de Tolkien , Stephen King, ou mesmo se você quer conferir um livro de fantasia nacional bem escrito! Abaixo o book trailer:


3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Curti. Tô vendo que muitos autores nacionais estão na mesma vibe de mundos fantásticos e imaginários. Acho isso bacana... ainda mais no mundo em que vivemos, um pouco de mágica, criaturas fantásticas e bravos heróis sendo postos à prova vem a calhar. Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  3. Gostei, Kenia. Muito bem escrito e fiquei com vontade de ler o livro, principalmente por causa das cenas "sem poupar detalhes". Nice!

    ResponderExcluir