Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

domingo, 22 de setembro de 2013

ADEUS À HUMANIDADE- MÁRCIA RUBIM

Minha resenha hoje é sobre um romance vampiresco. Pois é. Depois da Saga Crepúsculo, confesso que me desinteressei por qualquer livro ou filme com esse tema, mas não por não gostar, pelo contrário, sou super fã de vampiros, só acho que a famosa saga distorceu e tirou toda a essência do que é o vampiro.
Mas daí surgiu a Márcia Rubim, com seu livro Adeus à Humanidade, e eu me dei a chance de me surpreender. O livro tem uma dinâmica muito bacana, além de uma linguagem super leve. 

Sinopse: uma paixão acendendo após mais de um século de escuridão. Uma doença atual apagando a luz de uma vida. Somente sua mordida poderia curá-la. Apenas seu tipo sanguíneo seria capaz de matá-lo. Como um amor tão improvável sobreviveria? Do que você seria capaz de abdicar para salvar e vivenciar, mesmo que por pouco tempo, um amor jamais sentido antes? Da cura de milhares de humanos? Da própria vida? Stephanie tinha todos os motivos do mundo para não acreditar em seres míticos ou na felicidade, mas vai descobrir que estava totalmente enganada. Sua alma-gêmea existe! O problema é que a linha do tempo que a separa do amor eterno é muito tênue. E somente um milagre possa uni-los novamente.








Stephanie é uma jovem carioca, que mora com sua mãe, padrasto e meio irmão. Mesmo na companhia de sua família e sua melhor amiga Anne, com quem passava horas seguidas conversando no MSN, ela sentia um vazio inexplicável. A jovem vivia entre cursinhos, aulas de inglês e espanhol e tinha um hobby que lhe dava muito prazer: a fotografia.
E foi a fotografia a responsável por uma das mudanças na vida de Stephanie: ela ganhou um concurso de fotografia onde o premio era uma passagem aérea para Flórida, local onde seu pai, um renomado hematologista morava.
Ao contar a novidade para o pai, essa foi recebida com muito entusiasmo. Durante sua estadia em Miami, seu pai sugeriu que ela fizesse uma faculdade por lá onde ele custearia tudo. Stephanie aceitou e escolheu Enfermagem. Passados em torno de quatro anos a jovem concluiu o curso, fez estágio no Centro de Hemoterapia para adquirir experiência e aproveitar para ficar perto de seu pai.
Mas um belo dia sua vida vira do avesso. Stephanie recebe a ligação de sua mãe, desesperada com o assassinato de seu marido, Otávio. Ela não tem outra opção, a não ser voar imediatamente para o Brasil para consolar a mãe. E para piorar a situação, seu pai, Allan, que tinha viajado para um congresso em Londres um dia antes de Stephanie voltar ao Brasil, está desaparecido e a polícia não tem pista nenhuma do que pode ter acontecido e nem faz nenhum esforço para descobrir também.
O que fazer em uma hora dessas? Stephanie decide arrumar um emprego como enfermeira para ajudar nas despesas da casa, já que sua mãe ainda se recuperava da morte do marido. Só que esse emprego seria em São Paulo. Ela vai, se instala em uma pensão bem simples e próxima do hospital, afinal ela teria que trabalhar e ter o mínimo de gastos possíveis.
O trabalho no hospital seria o menor dos problemas, afinal experiência e disposição era tudo que ela possuia. O maior desafio seria trabalhar ao lado do belo e misterioso Dr. Richard, um médico intransigente, intolerante e o terror das enfermeiras. Ela sofre um bocado nas mãos do Dr. levando ela ao limite. Porém, em meio a essa situação conflituosa, uma atração muito forte surge entre eles, os unindo de forma muito misteriosa. Stephanie vai descobrir um segredo que pode comprometer sua própria vida e em nome de seus sentimentos a jovem vai abrir mão de sua humanidade para finalmente encontrar a felicidade.

No decorrer da trama, podemos ver algumas pitadas de Crepúsculo e da série The Vampire Diaries, mas nada tão surreal, tão meloso. As cenas de amor entre o Richard e Stephanie são bem bacanas, eles se declaram um para o outro de uma forma bem sincera, nada de tanta melação. Só posso dizer que o rapaz sofre um bocado, fiquei com pena! =/
A Márcia está de parabéns e super mereceu o prêmio de Destaques Literários 2012. Agora é aguardar a sequência Quando a Humanidade Prevalece, que está quase em fase de lançamento! =)


Nenhum comentário:

Postar um comentário