Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

domingo, 22 de dezembro de 2013

A VIAGEM DO TIGRE- COLLEEN HOUCK

Resenha do terceiro livro da saga do tigre, meu livro favorito! Dragões na história! ♥♥♥



Sinopse: Perigo. Desolação. Escolhas. A eternidade é tempo demais para esperar pelo verdadeiro amor? Em sua terceira busca, a jovem Kelsey Hayes e seus tigres precisam vencer desafios incríveis propostos por cinco dragões míticos. O elemento comum é a água, e o cenário de mar aberto obriga Kelsey a enfrentar seus piores temores. Dessa vez, sua missão é encontrar o Colar de Pérolas Negras de Durga, e tentar libertar seu amado Ren tanto da maldição do tigre quanto de sua repentina amnésia. No entanto o irmão dele, Kishian, tem outros planos, e os dois competem por sua afeição, além de afastarem aqueles que planejam frustar seus objetivos.

"Quem, tendo um coração para amar e, dentro dele, coragem para tornar conhecido o seu afeto, poderia se conter?"

No final do livro anterior, O Resgate do Tigre, algo bem triste acontece. Ren perde a memória. Bom, na verdade não esqueceu de tudo, ele só esqueceu de todas as memórias que ele tinha da Kelsey, ou seja, ele não se lembra quem ela é. Então, no início de A Viagem do Tigre, acompanhamos o sofrimento dela e a sua luta para reconquistar o príncipe. Só que há algo que incomoda Ren em relação à Kelsey: ele não consegue ficar perto dela, ele sente dor e uma vontade imensa de sair de perto dela o mais rápido possível.
Mesmo com essa situação triste, eles ainda precisam quebrar a maldição. E o próximo desafio é fazer uma viagem de iate para procurar os Sete Pagodes e encarar seus protetores: Dragões! Cada um dos dragões pode ajudar a encontrar os outros dragões para que eles consigam o Colar de Pérolas Negras de Durga. Só que o desafio não é tão fácil assim, cada dragão vai pedir um favor em troca da ajuda, incluindo destruir kraquens (uma espécie de polvo ou lula gigante), participar de caças, jogar uma partida de xadrez e muito mais.
O livro traz umas curiosidades sobre tipos de dragão de acordo com sua cor e eu achei super interessante! 

"Os dragões vermelhos e negros são ferozes e destruidores. Eles causam tempestades violentas, duelam nas nuvens e acredita-se que sejam a fonte dos raios e trovões. Os dragões negros são considerados maldosos e ardilosos. Os vermelhos estão associados a todos os símbolos da mesma cor: sangue, raiva, amor, fogo, paixão, vulcões. Os azuis são os mais pacíficos. Gostam de gelo e águas frias. Os dourados são os reis e rainhas dos dragões; eles escondem a riqueza. Os verdes podem curar e promovem o bem estar, mas também causam terremotos, cospem ácido e comem seres humanos. Os brancos são ponderados e sábios; só são vistos raramente, contam meias-verdades, são arautos da morte e suas escamas brilham como espelhos."

Esse é o livro mais longo da saga, e o melhor na minha opinião! A escritora narra muito bem as aventuras, a parte de romance. Ainda acontece o dilema amoroso entre Kelsey e Kishan, Kelsey e Ren, isso só vai ser decidido no último livro mesmo. É preciso paciência. Mas a parte com os dragões é bastante envolvente, cada dragão tem uma personalidade diferente, uns calmos, outros divertidos, outros ambiciosos e ainda os que não se importam com nada. Tudo isso adornado com a com a beleza da cultura indiana!
É uma ótimo livro, vale a pena a leitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário