Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

RESENHA: COISAS FRÁGEIS VOL.1 - NEIL GAIMAN

Neil Gaiman é um rei da literatura pra mim. Amo seus livros, sua escrita. Ele é fabuloso. Minha resenha hoje é de Coisas Frágeis, um livro de contos. 
Gaiman inicia o livro em uma introdução onde explica como o livro foi concebido e um breve histórico de cada conto, como, quando e para quem ele foi escrito. Indico para quem for ler esse livro que não leia todas as explicações de uma vez, mas que a cada início de conto procure pelo trecho referente ao conto.
A narrativa do autor é excelente, ele é do tipo de escritor que pode nos prender com qualquer tema, já que sabe manipular as palavras de modo a prender e despertar interesse. De modo geral as ideias dos contos é excelente, ele tem uma imaginação fértil normalmente pautada no fantástico realista, ou seja, que flerta muito com a realidade que vivemos. 



Falando dos contos, são nove ao todo e com temáticas variadas. O primeiro deles é Um Estudo em Esmeralda, e tem os dois pés no melhor do fantástico. Os cinco capítulos em que ele se divide contam em seu início com propagandas muito inusitadas. Ele foi inspirado em Sherlock Holmes e Lovecraft. Ele nos conta sobre um homem que precisa dividir o aluguel de um apartamento, e acaba conseguindo um companheiro inesperado que o leva para uma investigação de crime estranha. 

A Vez de Outubro é o próximo conto, os meses do ano se reúnem ao redor do fogo para contarem histórias. 

Seguimos com Lembranças e Tesouros  que trabalha uma temática um pouco mais forte. Ele conta a história de Smith, um homem com uma passado perturbado que virou fiel seguidor de um trilhonário que gosta de possuir objetos e pessoas. O conto narra a busca do Sr. Alice pelas pessoas mais bonitas do mundo, já que seu maior interesse é sexo. E quando digo sexo é sem medidas.

Os Fatos no Caso da Partida da Senhorita Finch, é o conto seguinte. Um casal pede a um amigo que saia com eles e uma conhecida deles. A mulher não tem uma boa reputação, mas todos acabam em um circo estranho com personagens bizarros, e a Sr. Flinch com um fim debochado. É uma história divertida.

Gaiman continua com O Problema de Susan. Este conto é inspirado diretamente em Narnia, já que a personagem Susan aparece nele. Susan não conseguiu ir para o paraíso pelas coisas que a prendem aqui. Mas através de uma entrevista com uma repórter especializada em literatura infantil, Gaiman nos dá um final possível para o drama de Susan. 

Em Golias, é uma história na pegada Matrix. É sobre um garoto gigante, 2.10 de altura, que descobre que o mundo que vive não é o real, e que o mundo real está sendo atacado. Ele acaba se envolvendo nesse universo, e revendo sua própria vida, e podendo realizar seus sonhos. 

Como Conversar com Garotas em Festas nos fala sobre uma dupla de amigos, onde o protagonista têm dificuldades em falar com garotas, enquanto que seu amigo Vic não tem nenhum problema com isso. Para ajudá-lo Vic o arrasta para uma festa, porém para a festa errada. 

O Pássaro-do-Sol é o próximo, é resultado de um pedido da filha de Gaiman, e nos fala de um grupo de pessoas que se reúne para comer os mais diversos pratos possíveis, mas chega um momento que eles não tem mais o que provar com exceção do pássaro-do-sol, e partem em busca dele. É uma narrativa bem original, e ao mesmo tempo bizarra pelas coisas que esses senhores já comeram! O fim é bem inesperado.

O último conto é O Monarca do Vale, é um conto do livro Deuses Americanos. Shadow é o protagonista, e está viajando pela escócia e a convite do Sr.Gaskell que conhece no hotel acaba como segurança em uma festa bizarra no meio do nada com sua vida em perigo. O Monarca do Vale é uma viagem louca, que têm mitologia escandinava, paganismo, tudo junto e misturado de forma mais uma vez original.

No geral podemos dizer que os contos de Gaiman têm como característica comum uma perturbação, que normalmente advém do bizarro e do diferente. Todos se passam no Reino Unido e tem aquele clima típico dessas terras. Se você ainda não leu nenhum livro de Gaiman indico que você esse e espero que se acostume com a narrativa forte desse brilhante autor que sabe contar histórias como poucos.


Fonte: blog houseofchick

Nenhum comentário:

Postar um comentário