Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

RESENHA: INSURGENTE- VERONICA ROTH

"Insurgente. Substantivo. Uma pessoa que age em oposição à autoridade estabelecida, mas que não é necessariamente considerada agressiva."

Segundo volume da trilogia Divergente, Insurgente é meu livro favorito, sem sombra de dúvidas!
Segue a resenha.



Sinopse: Na Chicago futurista criada por Veronica Roth em Divergente, as facções estão desmoronando. E Beatrice Prior tem que arcar com as consequências de suas escolhas. Em Insurgente, a jovem Tris tenta salvar aqueles que ama – e a própria vida – enquanto lida com questões como mágoa e perdão, identidade e lealdade, política e amor.

"Todos temos a guerra dentro de nós. Às vezes ela nos mantém vivos. Outras vezes ela ameaça nos destruir."

No final de Divergente, coisas terríveis aconteceram e a Audácia foi usada e controlada pelos Eruditos. Agora, Tris, Quatro (Tobias), Caleb, Susan e Marcus não tem para onde ir. Será que uma guerra está prestes a começar? Como eles lutarão contra seus amigos? E Will, que não abandona os pensamentos de Tris...
Eles encontram abrigo na Amizade, mas entendem que não podem ficar por muito tempo. Tudo que aconteceu ainda está ativo na mente de Tris e ela não consegue ficar tranquila na Amizade, somente seguindo as regras de lá. Eles decidem que não podem se manter escondidos enquanto Jeanine Matthews continua ampliando seus planos de domínio e suas simulações.
Contudo, uma revelação muda tudo. Os Sem-Facção, que todos nunca davam crédito, se mostram preparados para virar esse jogo e salvar seu mundo. E entre os Sem-Facção, há uma pessoa que tem motivos para ajudá-los ou mesmo tirar vantagem dessa situação. 

"Queremos estabelecer uma nova sociedade. Uma sociedade sem facções. –Minha boca fica seca. Sem facções? Um mundo onde ninguém sabe quem é ou onde pertence? Não consigo nem imaginar isso. Só consigo imaginar o caos e o isolamento que isso provocaria."

Em meio a esse turbilhão de revelações, eles não sabem bem em quem confiar. Mas, eles acabam encontrando alguns amigos da Audácia que se rebelaram contra o controle imposto pela Erudição. Esses amigos estão escondidos no prédio da Franqueza, e estão sendo submetidos ao soro da verdade, já que é difícil saber se são confiáveis. Tris e Quatro também vão passar por isso, e será que ela está pronta para revelar um segredo que a vem perseguindo? E Quatro? Será que ele possui algo que não quer que venha à tona?
Tris passa por vários momentos difíceis, o que a leva a tomar a decisão mais difícil de sua vida. Além disso, alguém que ela ama muito irá traí-la.
O foco dessa distopia não é romance, longe disso. Mas acompanhamos o relacionamento de Tris e Tobias com seus altos e baixos. Eles discutem bastante e desconfiam um do outro constantemente.

"Descobri que as pessoas são formadas de camadas e mais camadas de segredos. Você pode achar que as conhece, que as entende, mas seus motivos estão sempre ocultos, enterrados em seus próprios corações. Você nunca as conhecerá de verdade, mas às vezes decide confiar nelas."

Toda a política abordada nesta trilogia é surpreendente. Ela nos mostra o que o poder pode fazer estando nas mãos das pessoas erradas, e o que as pessoas são capazes de fazer para obtê-lo. Assim como o efeito da opressão sobre pessoas desinformadas.
A narrativa continua do ponto de vista da Tris e ela se inicia bem do ponto de onde terminou Divergente, e nos cobra lembrar de detalhes do primeiro livro. 
O último livro, Convergente, ainda não foi lançado no Brasil. A previsão de lançamento é em março de 2014, e é a conclusão dessa trilogia de tirar o fôlego! 



Um comentário:

  1. Oi adorei sua resenha...mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem..busca.livrariasaraiva.com.br/saraiva/Reverso
    www.buqui.com.br/ebook/reverso-604408.html

    ResponderExcluir