Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

sábado, 8 de março de 2014

MAIS DA PRIMEIRA SEMANA EM DUBLIN

E a semana continuou em Dublin. Quarta-feira fui sozinha encontrar o endereço da escola, graças a Deus, achei bem rápido! Fui pra escola fazer o teste de nivelamento, novamente, só pra constar nos meus registros. Na verdade, no dia anterior, eles me ligaram pra fazer uma prova e em seguida, assistir minha primeira aula de Business. Não era o combinado, só ia começar as aulas na primeira semana de março, mas deu certo! A prova foi super tranquila, recebi vários elogios da dona da escola, que me saí super bem. E a aula, com duração de três horas, foi bastante dinâmica, a professora se mostrou super interessada em me conhecer, em me ajudar e no que diz respeito ao Business, descobri que o módulo em que cheguei é sobre Atendimento ao Cliente, assunto que eu tenho experiência, devido aos meus sete anos de trabalho no comércio: dois anos em um supermercado e cinco anos em uma loja de esportes. Daí, tive muita experiência para compartilhar e saí de lá bem realizada.


Quinta-feira foi o dia de desafio: abrir a conta no banco. O Banco da Irlanda fica em uma região em que eu não estava familiarizada quando cheguei, mas me arrisquei a encontrar por conta mesmo. Decidi sair bem cedo de casa, já que imaginava ser uma caminhada longa. No meio do caminho, confundi as ruas (quem é de Brasília, sabe do que eu estou falando) e parei pra perguntar. Os irlandeses são super solícitos, me ajudaram e cheguei ao banco. O banco é imenso, parece um prédio daqueles dos tempos romanos! Procurei o setor de abertura de contas, eles possuem uma parte só pra abrir contas para estudantes, pois a procura diária é grande. O porém é ter um horário específico: de segunda à sexta das 10:00 às 12:00 e à tarde das 14:00 às 15:00. Dei muita sorte, cheguei por volta das 11:30 e só tive que esperar uma meia hora. Pra abrir a conta, só é necessário a carta da escola, mostrando que está matriculado em um curso válido na Irlanda e seu passaporte. No momento de espera, a atendente te entrega um formulário para preencher com seus dados pessoais, alguns do Brasil e da Irlanda. É bem rápido e eficiente. Depois disso, o prazo para o cartão do banco chegar em sua residência é de duas semanas. Estou no aguardo.
Não pude evitar de observar a eficiência dos caixas do banco para o atendimento ao público, extremamente rápido, não se formam filas, e os atendentes ficam vários momentos sem fazer nada. E ao atender, são super simpáticos.

Banco da Irlanda 
Sexta-feira tirei a manhã pra arrumar o quarto e depois desci pra escola. Ao sair da escola, e isso é praticamente o que eu tenho feito bastante quase todos os dias é caminhar pra conhecer os lugares, as ruas, memorizar pontos de referência e atalhos. Está me ajudando na minha adaptação.

Cineworld - Cinema próximo lá da escola

Mulherada enfrentando fila pra barganhar um vestido de noiva! Loja bem perto da escola.
Rio Liffey e uma de suas pontes
Galera do esporte praticando no Rio Liffey

Bom, o que falar da minha impressão dessa primeira semana: Dublin é um lugar super tranquilo de se morar, bem agitada, mas de fácil acesso andando, de ônibus, de Luas (um sistema de metrô).
Você escuta português facilmente nas ruas, o que eu ainda não me acostumei.
Aqui na Irlanda parece ter um perfil pra corte de cabelo das mulheres, todos estilo joãozinho, fica bem clássico, mas é assim em todo lugar. E apesar de ter bastante mercado de roupas bem fashion por aqui, as mulheres se vestem muito mal. E por serem bem branquinhas e por aqui não aparecer muito o sol, pra elas se bronzear, por aqui tem muita loja de bronzeamento artificial. E algumas marcas de cosméticos lançaram um hidratante para o rosto e corpo e assim, dá um bronzeamento. O problema é que não fica natural, as mulheres ficam com um tom de pele meio laranja, super estranho. Já os homens se vestem super bem, e são bem bonitos, loiros e ruivos dos olhos azuis ou verdes. Tanto homem quanto mulher, tem os olhos claros por aqui.
Comer por aqui é bem diversificado. Se encontra restaurante com comida de todas os países. Além dos clássicos Mc Donald's, Burguer King e KFC.
Pra cozinhar, aqui temos 3 mercados bons e baratos: Tesco, Aldi e Lidl. Um melhor que o outro. O Lidl tem algumas coisas mais baratas que nos demais, porém é o mais lotado. Toda hora tem filas enormes. E tem também as feiras na rua, com frutas e legumes (às vezes) mais baratos que nos mercados. Ainda não arrisquei cozinhar, estou comprando esses pratos prontos que aqui é bastante popular, mas tenho a consciência que não dá pra ficar nessa por um bom tempo.
Achei Dublin bem limpa, considerando muito lugar que passei por aí. Aqui os irlandeses adoram sair pra passear com seus cachorros, até aí tudo bem! Mas a educação para por aí, os animais defecam no meio da rua, da calçada e ninguém apanha! Então é necessário muito cuidado ao andar por aqui, tem cocô de cachorro por tudo quanto é lado.

Descendo pra O'Connel Street
Luas

Luas

E a beleza de andar em Dublin é sempre encontrar alguém cantando, um grupo fazendo covers. É uma cidade bastante movimentada em certos lugares, com variadas nacionalidades.

Vou continuar postando curiosidades da Ilha Esmeralda, quem sabe eu não inspiro alguém a fazer um intercâmbio por aqui?

Até o próximo post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário