Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

sábado, 26 de abril de 2014

CONHECENDO A IRLANDA: NA ESTRADA PARA GALWAY

Desde que cheguei na Irlanda que eu não me canso de me surpreender com a beleza desse país. Aumentou ainda mais minha admiração nessa pequena viagem de dois dias que fiz com um grupo de brasileiros para Galway, na verdade, foi pra ver os Cliffs of Moher em um dia e no dia seguinte, descer pra Connemara onde tem um parque nacional.
Fomos em um grupo de cinco pessoas, alugamos um carro e reservamos um hostel pra uma noite, e tudo saiu bem em conta! Saímos na quinta-feira pela manhã, e viajamos por mais ou menos duas horas. A paisagem da estrada é de tirar o fôlego, parece cenário de filme. E o clima ajudou muito! Estava ensolarado, um pouco quente com uma brisa de leve, acho que em torno de uns 15 graus.






Descemos então direto para os Cliffs onde tivemos que pagar 6 euros para entrar, quantia meio que insignificante em meio a 8 quilômetros de tanta beleza.
Somente eu e uma das meninas que foram fez os oito quilômetros, e como compensa chegar ao final. Imagino que de excursão é impossível fazer o trajeto completo, por isso a vantagem de ir de carro.
















Fizemos um lanche por lá mesmo e depois mais estrada pra cidade de Galway. Galway é meio que uma miniatura de Dublin, porém com menos movimento. Chegamos no hostel, que aliás tinha um serviço sensacional, muito aconchegante, pena que eu não lembro o nome! Tomamos um banho e depois fomos conhecer o pub mais bacana da cidade: The Kings Head. Foi show escutar a performance dos artistas tocando Oasis <3, bem bacana mesmo! A única desvantagem foi o horário por lá, os pubs fecham cedo e não aproveitamos o suficiente, mas valeu!
Segundo dia: ir à Connemara e antes disso achar um castelo, já que as meninas não tinham visto um até aquele momento. Tomamos café no hostel, demos uma volta no centro de Galway e fomos a procura de um castelo. O tempo não ajudou muito como no dia anterior, mas é de se esperar uma Irlanda nublada e chuvosa do nada!
Achamos então o castelo de Aughnanure, que fica em Galway mesmo e é um castelo pequeno em relação a muitos outros espalhado pelo país, o que não fica pra trás em história e beleza.





Em seguida, descemos pra Connemara que também fica em Galway, e visitamos a Kylemore Abbey e Victorian Walled Garden (site oficial). A entrada é 9 euros para estudante e é bem bacana. Mas confesso que fiquei meio decepcionada com a Abadia, achei muito simples.



Depois desse passeio, torcemos para o tempo melhorar, o que não deu muito certo. Começou a fechar o tempo no caminho para o Connemara National Park (site oficial). Quando chegamos lá, andamos bem pouco pra daí começar a chover sem parar. Não deu mais pra caminhar no parque e fazer as trilhas que o mapa do lugar sugere. Fizemos um lanche na área coberta, e depois descemos pra Dublin.
Pra resumir, foi uma viagem super tranquila, as estradas na Irlanda são super suaves, nada de buracos na pista, você está no carro achando que o carro está indo a 80 quilômetros, quando ele está fazendo é mais de 120! Tudo bem sinalizado, sem possibilidade de se perder.
O tempo poderia ter colaborado mais. Mas só de ter ido aos Cliffs of Moher e ter admirado aquela vista sensacional, já valeu cada centavo!
Quero ir novamente a Galway, um lugar maravilhoso de belo! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário