Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

sexta-feira, 4 de abril de 2014

CONHECENDO A IRLANDA: STEPHEN'S GREEN PARK

O clima aqui em Dublin está melhorando ao passar dos dias e isso dá uma animada no pessoal por aqui. Essa semana, por exemplo fez um solzinho, choveu, ficou nublado, foi bem uma mistura de todas as estações, porém com uma diferença: nada de frio intenso. Na verdade, estava bem confortável.
Hoje, sexta-feira foi um desses dias premiados: solzinho e um calor de andar na rua sem casaco! Claro que eu ainda não faço isso, deixo para os irlandeses mais corajosos, afinal ainda tem o vento que não abandona a Irlanda! O calor e o sol nos coloca pra cima, mas eu ainda preciso de mais uns graus e menos vento pra sair na rua sem casaco, como eu fazia no Brasil.
Esse clima agradável foi um convite irrecusável para passar a tarde no Stephen's Green Park. Já visitei esse parque outras três vezes, mas nunca consegui passar um tempo maior como eu gostaria. Ele fica no centro de Dublin e é cercado por prédios, lojas e restaurantes.


Terminou a aula e desci para o parque. A caminho dele, passei pela Grafton Street, uma das ruas mais movimentadas de Dublin, e deu pra sentir como as pessoas daqui estão mais animadas com a mudança de clima, era muita gente na rua: estudantes, turistas, músicos, artistas de rua.
Chegando no parque dou de cara com mais uma noiva tirando fotos, uma gracinha! E foi uma sequência de coisas belas naquele parque: muitos patos, cisnes e gaivotas pelo lugar, e o mais lindo, os cisnes próximos as pessoas! Muita natureza, flores e árvores belíssimas!











Procurei um lugar para sentar para comer meu lanche e ler um livro, só que não consegui a princípio e até que foi bacana porque um irlandês sentou do meu lado e começou a puxar conversa. O nome dele é Sean e ele mora de frente ao parque! Já foi perguntando de onde eu era, e ao mencionar Brasil, que sou da capital, ele me surpreendeu dando a resposta certa da capital do Brasil. Ele sabia mais do Brasil do que muito turista por aí. Conversamos por mais ou menos uma hora sobre várias coisas e uma em especial que me marcou foi que ele não deixava de enfatizar que conheceu brasileiros maravilhosos, que somos pessoas incríveis, isso porque ele disse ter se relacionado com pessoas de várias nacionalidades e que nós, brasileiros somos um povo especial. Sean ainda me indicou um tour que segundo ele, eu DEVERIA fazer pela Irlanda: The Ring of Kerry, e vou fazer sim! *__*
Foi sensacional ter essa experiência, praticar meu inglês e escutar um sotaque irlandês bem tranquilo, Sean morou em outros países, daí ele não tinha tanto sotaque, não tive problema algum em entender o que ele falou ou perguntou. Sei que não vai ser sempre assim, ainda vou escutar sotaques difíceis de se decifrar por aqui!
Não poderia deixar de citar a quantidade de português que escutei no parque, o que era de se esperar, afinal a população de brasileiros está cada dia aumentando na Irlanda! 
Assim que o Sean foi embora para um compromisso, consegui focar no meu livro. Mas logo começou a ventar e não consegui ficar muito tempo daí achei melhor descer pra casa. Mas já valeu e pretendo fazer isso mais vezes, com certeza, não importa a temperatura. Claro que se estiver bem agradável, vai ser mais natural.
Deixei pra tirar umas fotos ao sair e foi cada click mais bonito que o outro. Vários grupos de amigos reunidos assim como casais de namorados curtindo o finalzinho de tarde. O Stephen's Green Park é passagem pra muita gente saindo do trabalho, então vemos muita gente passando com pressa, outras chegando pra dar uma relaxada.












O parque é ideal pra estar em contato com a natureza, ler um livro, escutar música, marcar um encontro com os amigos pra um bom papo, fazer um piquenique, levar as crianças pra passear e alimentar os pássaros. Não importa o clima, vai ser sempre um lugar agradável, já que a paisagem compensa tudo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário