Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

sábado, 4 de abril de 2015

THE 100, OS ESCOLHIDOS - KASS MORGAN

"Mas a verdade é que as coisas mais bonitas são as que mais podem magoar."

Comecei a assistir a série "The 100" quando já estava na segunda temporada e assim, me apaixonei! Adoro distopias, todo mundo sabe disso, e assistindo que descobri que a série foi baseada nos livros. Decidi correr atrás dos livros e descobrir o que ele conta de mais interessante!
Essa é a minha resenha de The 100, Os Escolhidos é o primeiro livro da trilogia da escritora Kass Morgan, uma ótima leitura com muita ação, romance, e principalmente questões inteligentes quenos fazem  pensar mais sobre a natureza humana.



Sinopse: Desde a terrível guerra nuclear que assolou a Terra, a humanidade passou a viver em espaçonaves a milhares de quilômetros de seu planeta natal. Mas com uma população em crescimento e recursos se tornando escassos, governantes sabem que devem encontrar uma solução. Cem delinquentes juvenis — considerados gastos inúteis para a sociedade restrita — serão mandados em uma missão extremamente perigosa: recolonizar a Terra. Essa poderá ser a segunda chance da vida deles... ou uma missão suicida. 

"Os humanos tinham abandonado a Terra em seu momento mais sombrio; ela não se importaria com quantos morreriam tentando retornar."


O planeta Terra foi assolado por uma guerra nuclear, o que o deixou inabitável. Os poucos sobreviventes conseguiram se salvar embarcando em uma gigantesca nave espacial. Nessa gigantesca nave, há três estações principais chamadas Phoenix, Walden e Arcadia onde a população é dividida por castas, de acordo com suas condições financeiras. 

Tudo nelas é rigoroso, como o controle de natalidade, pois não há espaço para todos. Qualquer crime cometido na nave é punido com a morte e caso o indivíduo seja menor de idade, este é confinado até que complete 18 anos para ser julgado ou executado. 

Os governantes da nave decidem então enviar para a Terra 100 desses jovens delinquentes, que estão aguardando na fila para a execução, com o objetivo de saber se a ela pode ou não ser habitada novamente.

"Esse era o problema dos segredos - você tinha que carregá-los consigo para sempre, independentemente do custo."

O livro é narrado em terceira pessoa e podemos ver a história e os acontecimentos pelo lado de quatro personagens: Clarke, Wells, Bellamy e Glass.

Clarke é filha de dois médicos muito importantes na colônia, que infelizmente foram executados. Ela estava em treinamento para ser  médica, mas acabou no confinamento. Quando chegam a Terra ela fica responsável por cuidar dos feridos.

Wells é filho do Chanceler da nave. Ele queimou a única árvore que existia na colônia, só para ir para a Terra e proteger Clarke – sua ex-namorada. Quando chegam a Terra o seu espírito de liderança vai se afirmando e ele ajuda a organizar tudo.

Bellamy também cometeu uma loucura para poder estar na missão com o intuito de proteger sua irmã Octavia.

Glass ao contrario de Wells e Bellamy, conseguiu fugir da nave antes que fosse mandada para Terra, e fez tudo isso para poder ficar junto de seu grande amor Luke. É através dela que ficamos sabendo de tudo que acontece na colônia.

"Você precisa se permitir ser feliz. Se não fizer isso, de que adianta qualquer coisa?"

A historia parece algo simples: um grupo de 100 jovens delinquentes que vivem no espaço, pois a Terra está imprópria para habitação por motivos de radiação, são escolhidos para a missão mais importante da nave, descobrir se já é possível viver na Terra. É claro que quando eles pousam e se dão conta do que realmente está acontecendo a coisas ficam mais complicada. Além da complexidade de descobrirem como sobreviver nessa nova Terra, eles tem que aprender a lidar com seu passado e seus próprios segredos, traições e suas mentiras.

"Pessoas boas podem cometer erros. Isso não quer dizer que você deixa de se importar com elas."

Como fã da série, não deixei de me empolgar com o livro e comparar o que acontece no livro e o que é exibido na série de tv. Eu adorei as narrativas dos quatro personagens, principalmente do Bellamy e da Glass. Na série e no livro a Clarke possui as mesmas atitudes, o que dá muita raiva ás vezes, ela é uma personagem bem chata!
Na série, ela chegou a namorar o Wells quando estava na colônia e parecia ser muito apaixonada por ele. Mas quando chega na Terra, as coisas mudam. Ela o trata muito mal, o culpando pela morte de seus pais. Ele a salva, e os sentimentos voltam. Wells faz outra coisa que a deixa chateada e ela volta a trata-lo mal. O que resulta em seu interesse repentino pelo Bellamy.
Bellamy é o típico bad boy do bem. O personagem mais fiel, tanto na série quanto no livro e de longe o meu preferido. De espírito aventureiro e sempre disposto a salvar sua irmã, Octavia, são as melhores narrativas.
E tem a Glass, que é a parte fofinha da história. Foi bacana saber mais detalhes da colônia e como funcionava as regras e punições. Mas além disso, foi ter a leveza nesse mundo caótico!

Para aqueles que assistem a série, há possibilidades de não curtirem o livro, pois a adaptação é bem diferente e alguns personagens do livro não existem na série e outros não existem no livro e são os principais na série. 
E quem espera um livro cheio de ação e adrenalina, vai se decepcionar. Esse primeiro livro é mais emocional, ele foca nos dramas pessoais dos personagens. Ação mesmo só nos últimos capítulos. O final te deixa desesperado para ler mais. Por isso que já comecei a ler "Dia 21"!

Aos que se interessaram na resenha e despertou a curiosidade de assistir a série, segue o trailer da adaptação para a tv que eu super recomendo! A série foi renovada para uma terceira temporada.



Nenhum comentário:

Postar um comentário