Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

sábado, 18 de julho de 2015

RESENHA: O REINO DAS VOZES QUE NÃO SE CALAM - CAROLINA MUNHÓZ & SOPHIA ABRAHÃO

"Porque do alto é possível saber a verdade. Tudo que vem do céu é mais forte."

A resenha de hoje é de um livro super interessante que finalmente consegui parar pra ler: O Reino das Vozes que não se Calam. Surgiu da parceria da escritora Carolina Munhóz com a atriz Sophia Abrahão e foi premiado como livro do ano de 2014 pela revista Atrevida.



Sinopse: Se você encontrasse um lugar onde todos o aceitassem seria capaz de abandoná-lo?
Sophie se esconde de todos e de si mesma: insegura, não consegue enxergar sua beleza e talento, e sente dificuldade em se relacionar com os outros. Seu dia a dia se perde entre os caminhos tortuosos dos que convivem com a depressão e o bullying e a jovem aos poucos vai se fechando na escuridão de seus pensamentos. Desamparada e sem coragem de lidar com seus problemas, ela acaba descobrindo um lugar mágico: um Reino onde as vozes não se calam e as criaturas encantadas se tornam reais. Um local colorido onde ela finalmente poderá se encontrar. Dividida entre a realidade e a fantasia, Sophie contará com a ajuda preciosa de um rapaz comum e uma guardiã encantada, que lhe mostrarão os segredos da alma e a farão decidir se vale a pena enfrentar seus medos ou viver em um eterno conto de fadas.

"Ninguém pode fazer outra pessoa feliz. Nós precisamos encontrar a nossa própria felicidade. Eu nunca achei que fosse digna de ser feliz. Esse sempre foi o grande problema."

A história narra a vida de uma garota chamada Sophie, que sofre bullying durante o seu período escolar por ser uma garota magra e por se vestir de uma forma diferente do que as pessoas julgam normal. Sophie se encontra em um mundo onde nem os pais parecem aceitá-la. Acredita que só tem Dior, o seu cachorro fiel. Anna, que diz ser sua melhor amiga é bem popular, mas não a ajuda.
Numa noite, Anna acaba colocando Sophie numa situação muito delicada e constrangedora numa festa e a humilhação foi tanta que Sophie volta para casa arrasada e quando adormece percebe que foi transportada para o Reino das Vozes Que Não se Calam. Lá, ela descobre que é a princesa do reino e que é amada por todos os humanos e seres mágicos. O porém, é que Sophie só pode ir ao Reino quando está dormindo.

"Se em suas fantasias era mais querida do que no mundo real, ansiava por uma nova madrugada e um novo sono."

É bom descobrir que você pode fugir do mundo real, mas triste que no fim de tudo precisa voltar para o mundo que tanto odeia. São nestes sonhos que Sophie tem contato com uma bruxa chamada Mama Lala, que lhe diz que existe um modo de ficar para sempre naquele reino, desvendando três cartas do tarô: Os Amantes, O Louco e A Morte. E é assim que Sophie ganha um motivo de continuar no mundo real, para concluir essa missão.
O mundo real possui algo de bom para Sophie, ela conhece Léo, um garoto que possui gostos similares aos dela e o melhor, que a compreende. São unidos por muita coisa, mas principalmente pela música. Sophie canta bem, mas tem vergonha de cantar em público. Ela canta somente para seu cachorro, Dior. No livro, uma trilha sonora é citada com bandas super legais e atuais, incluindo a Sophia Abrahão, mas eu não poderia ter deixado de me empolgar com minha banda do coração entre elas: Oasis  ❤

"Léo não se arrependia de ter chamado a garota triste para vê-lo tocar. Desde a primeira vez que a vira, sabia que ela era como um passarinho com asas quebradas.
Não queria consertá-las.
Mas gostaria de tentar encorajá-la a se curar e voar."

Acompanhamos então Sophie em seu maior dilema: viver para sempre no Reino ou voltar para o mundo real e lá enfrentar seus medos e ter uma vida feliz como ela merece.

Leitura indicada a todos que queiram ter o prazer de se deparar com uma grande lição de autoconhecimento. O bom dele é a leveza e o cuidado com que assuntos de suma importância como depressão, bullying e suicídio são retratados.
O Reino das Vozes que Não se Calam é realmente fantástico, tanto pela história retratada como pela mensagem atual que ele passa. Recomendo a todos.

Oasis - Wonderwall

Nenhum comentário:

Postar um comentário