Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

RESENHA: O MUNDO DAS VOZES SILENCIADAS - CAROLINA MUNHÓZ E SOPHIA ABRAHÃO

"Problemas existem todos os dias e na vida de qualquer um. Precisamos de desafios para nos tornarmos seres humanos melhores."

Resenha de hoje: O Mundo das Vozes Silenciadas, parceria da escritora Carolina Munhóz com a atriz Sophia Abrahão. Esse livro é a continuação de O Reino das Vozes que não se Calam.


Sinopse: Anos após ter deixado o Reino das vozes que não se calam para trás, Sophie começou a trabalhar como assistente de uma famosa banda de rock. Agora, além da rotina de viagens, agendamento de shows e outras responsabilidades, a jovem também vai precisar lidar com o burburinho da mídia, a ansiedade dos fãs, o vício em drogas de um dos integrantes da banda e, principalmente, com o próprio coração partido. Enquanto tenta lidar com os desafios de sua nova vida, Sophie não imagina que em breve será chamada de volta para o seu mundo mágico, o único lugar onde já se sentiu acolhida. E muito menos o quanto sua longa ausência foi prejudicial para o Reino. Mas será que ela vai precisar decidir outra vez entre a realidade e a fantasia? Sophie não é mais uma adolescente insegura. Agora, ela é uma profissional acompanhando uma banda de rock em turnê pela Europa. Para ela, porém, as obrigações da vida adulta agora incluem lidar com a mídia, a ansiedade dos fãs, o vício em drogas de um dos integrantes da banda e, principalmente, com o próprio coração partido. Apesar de agora ela ter o emprego dos sonhos, o estresse constante de seu dia a dia só aumenta os seus temores de ser dominada outra vez pela tristeza, e Sophie se vê assombrada por uma sensação de vazio.

"Para mudar, é preciso apenas encontrar vontade dentro de si."

Cinco anos após superar seus problemas com a depressão, Sophie está na Itália. Ela agora trabalha como assistente de produção da famosa banda de rock, Maguifires. Também faz cinco anos que a jovem não visita o reino, assim como não namora mais Léo. O relacionamento deles durou quatro anos, e ele foi bastante importante para a recuperação de Sophie. Porém, com a popularização de sua banda, Unique, o sucesso subiu a sua cabeça e ele meio que deixou a jovem de lado, arruinando o relacionamento bonito que eles antes tinham.

Agora Sophie está bem diferente. Mais confiante, sem tantos medos e inseguranças que antigamente a assolavam. Ela resolve os compromissos da banda com maestria e é super querida por todos eles. Principalmente por Nicholas.
O rapaz é o belo vocalista da banda e namorado de Sophie. Só que o relacionamento dos dois é secreto, apesar dele mostrar bastante interesse em divulgar para todos o quanto ele gosta dela e como ela tem uma influência positiva na vida dele.

Sophie tem alguns problemas em se abrir com o namorado e ele se sente meio que excluído da vida dela. Ele tem as melhores intenções e está sempre em busca dessa interação. Porém, Sophie não facilita e eles acabam por ter várias discussões bobas e descessárias.

Pra dar mais ação a trama, um dos integrantes da banda, possui um vício com drogas e álcool. Samantha é irmã do vocalista e tem um estilo bem excêntrico. Muda a cor e o estilo de cabelo frequentemente e é responsável por alguns escandálos involvendo a banda. Sophie se vê em Sam e constantemente tenta ajudá-la. As duas possuem um relacionamento bem bacana e com Sam nos divertimos muito, já que a jovem tem um senso de humor único.

Depois de um tempo, Sophie sonha com o Reino. Seu sonho não faz muito sentido, mas novamente, ela consegue voltar sem saber exatamente entender o porquê, já que estava certo que ela só poderia voltar ao fim do treinado se sua avó, Ny.  Em busca de respostas, ela é colocada em outro enigma por Mama Lala. Ela precisa desvendar 3 cartas do tarô: O Enforcado, A Força e  Estrela.

Em meio a interpretações das cartas de tarô, o relacionamento de Sophie e Nicholas chega a mídia e ela nãop sabe muito bem como agir. E pra completar, seu ex-namorado, Léo, entra em contato com ela, já que ele também está na Itália para abrir um dos shows da banda de Nicholas.

Sophie fica bastante confusa em relação aos dois rapazes e o drama que assola o Reino. Acompanhamos a jovem em busca de respostas nos dois mundos.

"As verdadeiras boas ações são feitas de forma espontânea. Acredito que às vezes as pessoas possam agir como anjos."

O livro tem uma capa tão bonita que você deseja ler só por ela, porém não se deixe levar por isso. Eu li esse volume por curiosidade, e infelizmente, me decepcionei um pouco. A escrita é bem fluida que você lê em uma tarde, mas achei o conteúdo um pouco superficial, já que não considero esses dramas de celebridade interessantes.

Gostei bastante do Reino das Vozes que não se Calam, a questão do bullying, a história foi mais cativante. Já esse segundo, eu não curti, apesar de ainda passar a mensagem de superação.
Mas tenho que dizer que as descrições sobre a Itália e as cidades por onde a banda passa, são excelentes. Me senti na Itália, e talvez isso tenha me mantido na leitura.

Sempre gostei dos livros da Carolina Munhóz, por envolver fadas e serem bem instigantes. Mas eu percebi que em seus últimos livros, como Féerica, Por um Toque de Ouro e esse segundo livro do Reino, eles abordam bastante esse assunto de celebridades, e pode ser atraente para alguns jovens, o que eu não considero ruim de tudo, já que os encoraja a ler. Mas não me encoraja a ler outros livros dela.

Se você leu o primeiro, eu recomendo a leitura. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário