Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

BERLIM - ALEMANHA

Viajei de Colônia para Berlim do dia 11 para o dia 12 de novembro/15 e cheguei lá por volta das 6 da manhã. O Megabus parou em uma estação de ônibus um pouco longe do centro, daí decidi esperar dar 7 horas para pegar o metrô para a Stephanplatz, local mais central e 15 minutos andando para o hostel que fiz a reserva: o Baxpax Mitte. Estava muito cansada da viagem, mas só pude deixar minha mochila lá e tive que ficar batendo perna pra voltar e fazer o check-in às 15:00.
Peguei um folheto no hostel mesmo, comentando de um free walking tour e decidi fazê-lo. Fui andando do hostel até o Brandenburg Gate, o que foi uns 20 minutos e achei bem fácil. Era um grupo bem grande e eles dividiram as pessoas de acordo com os guias. Ficamos com um guia americano bem interessante, que nos contou várias curiosidades da época do nazismo e outras da cidade em si. Foram duas horas bem produtivas. Voltei ao hostel e descansei um pouco, pra mais à noite dar uma volta com uma canadense skatista que conheci no hostel. Fomos a um restaurante italiano e pude relaxar e conhecer um pouco da cultura canadense.
Atrações do primeiro dia:

Brandenburg Gate


 Brandenburg Gate


Berlin Cathedral


Berlin Cathedral


Berlin Cathedral


Guggenheim Museum


German Bundestag


German Bundestag


German Bundestag



Esse é o hotel que uma vez Michael Jackson se hospedou e balançou seu filho, Prince Michael II, pela janela.





Old National Gallery


Old National Gallery




Fernsehturm de Berlín


Checkpoint Charlie 


Berlin Wall Museum 


E.T. - Madame Tussauds



Holocaust Memorial 


Berlin Wall 


No segundo dia, acordei bem cedo para o meu próximo tour que foi a visita a um campo de concentração. Novamente, o encontro foi no Brandenburg Gate e saímos às 9:30. Fui com a mesmo grupo do free walking tour, mas esse tour, especificamente, tínhamos que pagar 13 euros, o que valeu super a pena. Além disso, tivemos que comprar vários tickets de trem, porque passamos por várias zonas, apesar de não ter nenhum segurança fiscalizando. Mas por via das dúvidas, melhor estar carregando seu ticket se você não quer pagar uma multa e levar um grito de advertência em alemão. 
Nossa guia dessa vez foi uma inglesa com um conhecimento incrível da época do nazismo. Ela conseguiu transmitir toda a tensão vivida naquela época, juntamente com a nossa visita aos locais em que todas as atrocidades aconteceram.
Foi uma experiência ímpar e pra mim, eu não tinha como não visitar Berlim e não ir em um campo de concentração. Foi sensação de dever cumprido.
Passamos 5 horas lá e de ruim, fica a sensação do que as pessoas sofreram por lá. 
































Após a visita ao campo de concentração, uma última volta pelo centro de Berlim, por mais alguns pontos interessantes, mas na correria, porque anoiteceu às 17:00. De lá, voltei ao hostel para buscar minha mochila e descer para a estação de trem, Berlin Hauptbahnhof, de onde eu peguei o night train para Viena.

Impressões de Berlim: eu adorei a cidade, apesar de ser visível o triste peso histórico que ela carrega. Os dois dias na cidade foram ótimos e adorei as pessoas, a comida, e em como o transporte é de fácil acesso para todos e bem alegres, com vários grafites.
Gostaria de ter separado mais dias para lá, mas ficou na vontade para eu retornar um dia e aproveitar um pouco mais da Alemanha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário