Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

RESENHA: COMO EU ERA ANTES DE VOCÊ - JOJO MOYES

"Eu nunca, nunca irei me arrepender das coisas que eu fiz. Por que na maioria dos dias, se você está preso em uma dessas, tudo o que você tem são os lugares na sua memória em que você poderá ir."


Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

"Eu dispunha de cento e dezessete dias para convencer Will Traynor de que ele tinha motivos para viver."

Como eu era antes de você é uma história incrível! Acompanhamos Louisa na busca desesperada por um emprego, já que não possui experiência em nada além de trabalhar em cafés,  o que a leva a aceitar uma posição como cuidadora de um homem com deficiência física, de uma família rica. Este homem é Will Traynor, que levava uma vida super ativa - era um homem de negócios bem sucedido sempre em busca de muitas aventuras. Até o dia em que ele foi vítima de um acidente que deixou a maior parte de seu corpo paralisado.  

Os médicos foram bem realistas quanto ao seu futuro e disseram que ele nunca iria se recuperar, fazendo com que toda a visão que Will tinha sobre a vida tomar um outro significado, levando o jovem a tomar uma decisão pra lá de chocante, mas de certa forma compreensível, já que essa decisão soava certo para ele e desesperadora para sua família.

"E sabe o quê? Ninguém quer ouvir esse tipo de coisa. Ninguém quer ouvir você falar que está com medo, ou com dor, ou apavorado coma possibilidade de morrer por causa de alguma infecção aleatória e estúpida. Ninguém quer ouvir sobre como é saber que você nunca mais fará sexo, nunca mais comerá algo que você mesmo preparou, nunca vai segurar seu próprio filho nos braços. Ninguém quer saber que às vezes me sinto claustrofóbico estando nesta cadeira que tenho vontade de gritar feito louco só de pensar em passar mais um dia assim."

E aí que Lou entra em cena. Alegre, criativa e com um grande sentido de humor. Aos 26 anos, não sabe bem o que fazer com sua vida - ou se ela deveria fazer mais nada com ela - mas com o que ela realizou, a jovem possui seu próprio brilho. Extremamente sociável e amável, Lou vê a oportunidade de crescer imensamente com seu emprego de seis meses com os Traynors, além de juntar uma grana bacana, já que seu pai está correndo o risco de perder o emprego e as contas da casa são pagas basicamente com o salário dela.

Will foi bastante difícil de lidar no começo. Constantemente afastando as pessoas, especialmente Lou, assim que ela começa a trabalhar com ele. Will é um homem que perdeu tudo, inclusive seu desejo de viver. Apesar disso tudo, ele tenta manter um senso de humor e é através dele que Will e Lou vão criar um vínculo bacana.

Temos outros personagens que adicionam leveza e bom humor para a trama, como o pai de Lou, sua mãe, que é obcecada com a forma que as pessoas ricas vivem e sua irmã Treena, bastante egoísta, mas por vezes, acolhedora e carinhosa. Além do namorado triatleta de Lou, Patrick, que é super esquisito e só eu acho que eles não tem nada a ver e como conseguiram levar uma relação de seis anos? Mas enfim, cada personagem traz algo maravilhoso para mim e é uma delícia de assistir Louisa navegar no campo minado que é o amor, perda e vida.

"É isso. Você está marcada no meu coração, Clark. Desde o dia em que chegou, com suas roupas ridículas, suas piadas ruins e sua total incapacidade de disfarçar o que sente. Você mudou a minha vida muito mais do que esse dinheiro vai mudar a sua."

A relação de Louisa com Will é o ponto brilhante deste livro. Ao vê-los tanto conectar e mudar um ao outro foi além das palavras. Lou quer convencer Will a viver, enquanto Will quer ensinar Lou a viver.

Ao ler esse livro, houve risos, lágrimas, momentos de alento e rios de desespero. Eu fui sugada para essa história e eu não estava preparada, mas não poderia estar mais feliz com isso. De momentos quando Lou ganha a meia-calça com listras de uma abelha, a da cadeira de rodas do Will presa na lama após um frustante passeio, esse livro foi uma viagem memorável do início ao fim. Uma história sobre a capacidade e direito de fazer suas próprias escolhas, ao mesmo tempo, não ter medo de arriscar.

"Poucas coisas ainda me fazem feliz, e você é uma delas."

Estou completamente arruinada após o término. Eu sinto que todas as minhas emoções foram arrancados de mim temporariamente. Mas não me arrependo em nada a leitura. 
Não sei se vou ler a continuação Depois de Você, por uma série de motivos, e pra mim, Como eu era antes de você terminou de forma perfeita.

Tudo o que posso dizer é o seguinte - se o trailer do filme não faz você sentir alguma coisa, então Como eu era antes de você não é o livro para você. No entanto, se você está um pouco que for curioso sobre essa história única de amor, comece a ler o quanto antes. Você não vai se decepcionar.



Nenhum comentário:

Postar um comentário