Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

sábado, 12 de março de 2016

EXPOSIÇÃO VILA DO CHAVES

De passagem por São Paulo por conta do Lollapallooza, consegui visitar a Exposição Vila do Chaves, no Memorial da América Latina.
O ingresso custou R$10 e fiz a compra online, mais ou menos um mês antes, já que a exposição estava bem concorrida. Na hora da compra, era preciso escolher o horário da visita, já que cada pessoa só podia permanecer dentro da vila por 25 minutos, e realmente foi o que aconteceu. Terminado os 25 minutos, uma moça tocava um sinal, avisando a todos para esvaziarem o local, para as próximas pessoas entrarem.

A visita foi incrível, mesmo com tantas pessoas querendo parar em cada local da vila para tirar fotos. A fila do barril foi a mais concorrida, e eles ainda colocaram dois baús em pontos estratégicos, justamente para atender a demanda tão grande de pessoas.

Na saída da exposição, tinha muitas barraquinhas com comidas, e claro, churros! Uma pena que essa exposição ficou em cartaz por tão pouco tempo e não chegou em outras capitais. Mas valeu a pena ter curtido a exposição. 











Nenhum comentário:

Postar um comentário