Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

domingo, 14 de agosto de 2016

RESENHA: O PRÍNCIPE GATO E A ARMADA DA NOITE

Em 2013 conheci Bento de Luca, pseudônimo de Gustavo Almeida e Marcelo Siqueira e seu livro O Príncipe Gato e a Ampulheta do Tempo, todo ambientado na cidade de São Paulo com um gato como personagem principal. Amor a primeira vista: capa e história! No ano seguinte, veio o segundo volume, O Príncipe Gato e a Flor-Cadáver com mais aventuras incríveis do nosso querido Gato. E o desfecho dessa trama veio enfim em 2015, mas por estar fora do Brasil, só consegui conferir a conclusão dessa aventura esse ano. Me apeguei muito à história, aos personagens e não queria que acabasse! Mas encarei essa última aventura do querido Gato e seus amigos e curti cada minuto da leitura!


Sinopse: Recém-saído de uma grandiosa batalha, o Príncipe Gato retorna a São Paulo, onde enfrentará um novo e poderoso oponente. Entretanto, ele não terá de lutar sozinho — seus velhos amigos o acompanharão na mais perigosa jornada de suas vidas. Não bastasse o inimigo em ascensão, o grupo deverá encarar a busca por um artefato milenar que resguarda as forças primordiais de Marshmallow. Novas criaturas e enigmáticas magias envolvem o felino em uma trama ainda mais sinistra. Será a coragem e o empenho do grupo páreo para o poder maligno do Fauno Negro? A Armada da Noite marca o fim da trilogia O Príncipe Gato, revelando antigos mistérios dos personagens e pondo-os à prova em desafios de tirar o fôlego. Não deixe de conferir o desfecho dessa empolgante aventura idealizada por Bento de Luca.

"O traidor se tornará seu maior aliado. E um aliado será tomado pelas trevas. As trevas transpassarão as fronteiras. E as fronteiras serão forçosamente seladas. O renascimento determinará o desfecho da guerra. E o sacrifício pelo grande amor fundirá nossas terras."

O desfecho dessa trama se dá após a guerra em Marshmallow que ocorreu no livro 2. O humano Hugo, que após passar um tempo aprisionado em um boneco de pano,  pode enfim renascer no corpo de um gato preto. Mas quem diz que ele está contente com isso? Ele simplesmente decide pular em um buraco de minhoca e voltar para o mundo dos humanos. 
O Príncipe Gato e Eleanor não entendem bem a atitude, mas seguem o gato preto de qualquer forma. O que eles não contavam era com uma grande surpresa: eles não param em São Paulo, local que eles conheciam super bem, mas sim no Rio de Janeiro! Na busca por Hugo, eles acabam descobrindo que o gato preto e bastante mal-humorado tinha uma missão a cumprir na cidade maravilhosa.

Após cumprir a tal missão no Rio, os três embarcam para São Paulo, onde uma batalha os aguarda. Assim que chegam, eles percebem que os animais estão agindo de forma estranha, bem hostis e violentos. Isso porque o Fauno Negro chegou na cidade antes e  lançou um feitiço nos animais, conseguindo o máximo de aliados para o seu plano maligno.
Mas nessa batalha, o Príncipe, Eleanor e Hugo vão contar com os mesmos aliados que participaram da batalha em Marshmallow: Thomaz, Estanislau e Kyra, além do novo aliado Lino, um coelho com uma boina mágica a quem Estanilau convenceu a embarcar nessa aventura, na esperança de salvar seu amigo, Lian.

 "Costumam dizer que a curiosidade matou o gato. Eu passei a entender essa colocação - ela é muito verdadeira. Esperava, portanto, do fundo do meu coração, que eu não morresse naquela empreitada."

Será que o mistério deixado por Adir é a única solução para impedir que os dois mundos sejam destruídos? A resposta está na jornada que nossos heróis vão embarcar, repleta de magia, mistérios e sacrifícios. 

O final dessa trilogia apesar de ser nostálgico, foi muito bem estruturado. As narrativas alternaram entre Hugo, Príncipe Gato, Eleanor e o novo e carismático personagem, Lino. As do Gato continuaram muito divertidas, enquanto as de Hugo foram pra lá de dramáticas, mas que encontraram um equilíbrio ao decorrer da trama, quando o gato preto foi amadurecendo e aceitando sua nova vida como gato. Mas tenho que dizer que as narrativas de Lino foram as melhores. O coelho foi super divertido, inteligente, determinado e cheio de truques pra ajudar a todos da Armada da Noite! 
Foi um desfecho que atingiu todas as minhas expectativas e não deixou a desejar! Todos os pontos foram conectados, história bem divertida mesmo em meio a batalha a ser travada, escrita e diálogos super interessantes e fuidos. 

É com muito carinho por essa trilogia que eu recomendo a leitura das aventuras do querido Príncipe Gato e seus amigos. Leiam e se surpreendam!

Nenhum comentário:

Postar um comentário