Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

domingo, 7 de agosto de 2016

RESENHA: SOMBRA E OSSOS - LEIGH BARDUGO

Amante de uma boa mitologia, foi apresentada a Trilogia Grisha, da escritora Leigh Bardugo, que criou esse mundo fantástico misturando magia com mitologia, mundo esse que ela criou baseado na língua e cultura russas. Ela pegou os sufixos populares e criou nomes de cidades e personagens, e não se saiu mal! Sombra e Ossos é o primeiro volume dessa trilogia que está dando o que falar!


Sinopse: Alina Starkov nunca esperou muito da vida. Órfã de guerra, ela tem uma única certeza: o apoio de seu melhor amigo, Maly, e sua inconveniente paixão por ele. Cartógrafa de seu regimento militar, em uma das expedições que precisa fazer à Dobra das Sombras – uma faixa anômala de escuridão repleta dos temíveis predadores volcras –, Alina vê Maly ser atacado pelos monstros e ficar brutalmente ferido. Seu instinto a leva a protegê-lo, quando inesperadamente ela vê revelado um poder latente que nunca suspeitou ter. A partir disso, é arrancada de seu mundo conhecido e levada da corte real para ser treinada como um dos Grishas, a elite mágica liderada pelo misterioso Darkling. Com o extraordinário poder de Alina em seu arsenal, ele acredita que poderá finalmente destruir a Dobra das Sombras. Agora, ela terá de dominar e aprimorar seu dom especial e de algum modo adaptar-se à sua nova vida sem Maly. Mas nesse extravagante mundo nada é o que parece. As sombrias ameaças ao reino crescem cada vez mais, assim como a atração de Alina pelo Darkling, e ela acabará descobrindo um segredo que poderá dividir seu coração – e seu mundo – em dois. E isso pode determinar sua ruína ou seu triunfo.

"Eu odiava esconder o quanto as coisas estúpidas que ele fazia me magoavam, mas odiava ainda mais a ideia de que ele descobrisse."

Sombra e Ossos conta a história de dois orfãos, um garoto e uma garota, que moram em um orfanato pertencente ao Duque. Eles são muito próximos, quase inseparáveis, porque eles querem compensar pela família que ambos perderam. Um dia, os Grishas, praticantes da pequena ciência (magia), vão ao estado para testar as crianças e suas aptidões mágicas. A garota percebe que há algo diferente com ela e se essa diferença for descoberta, ela será separada do garoto. 

Anos se passam e a garota é uma jovem mulher, Alina Starkov. Ela é uma cartógrafa do regime militar de Ravka. Apelidada de "graveto" por conta de seu corpo esquelético, Alina se sente fraca e apagada, perto de seu querido amigo de infância Maly, que se tornou um belo rasteador no mesmo regimento.

Orfãos são menosprezados em Ravka, então Maly esconde seu passado de todos. Alina se pergunta se esses sentimentos de vergonha de seu passado os distanciou dela,  porque antes eles eram muito próximos e agora eles estão se distanciando cada vez mais. Ela possui sentimentos por Maly, o que não é recíproco. Em vez disso, ele a subestima e cada vez dá menos atenção à ela. 

"Talvez o amor fosse uma superstição, uma oração que dizemos para afastar a verdade sobre a solidão. Eu inclinei a cabeça para trás. Parecia que as estrelas estavam juntas umas das outras, quando na verdade havia milhões de quilômetros de distância as separando. No fim, talvez o amor apenas significasse ansiar por alguém incrivelmente brilhante e para sempre fora do alcance."

Mas esses problemas são diminuidos por algo bem mais assustador: a Dobra das Sombras, um espaço mágico e escuro, criado séculos antes por um maléfico e ambicioso Grisha. Onde antes havia terra fértil, agricultores e suas famílias, agora existe apenas um campo deserto e escuro habitado por terríveis monstros voadores chamadas volcra.

Pouquíssimas pessoas sobrevivem ao atravessarem a Dobra que divide Ravka, mas essas travessias são constantes mesmo assim, pois é necessário o envio de produtos importantes do leste para o oeste e de volta a Ravka. O regimento de Alina e Maly está prestes a realizar tal cruzamento, e o medo que Alina sente da Dobra é tão grande que Maly faz o possível para tranquilizá-la. Ela se pergunta se algum deles vai sobreviver a travessia, e se eles sobreviverem, se Maly vai continuar se distanciando dela.

No momento da travessia, os Grishas chegam para ajudar usando suas habilidades mágicas. Entre eles está o Darkling, um poderoso Grisha descendente do mesmo homem cruel que criou a Dobra. O Darkling comanda os Grishas e possui um poder muito grande. Sua carruagem quase atropela Alina um dia antes da travessia.  

"O problema de querer algo é que isso nos deixa fracos."

Alina and Maly se preparam para atravessar a Dobra das Sombras, mas nada pode prepará-los para a escuridão completa e para os famintos volcras. Alexei, um amigo cartógrafo de Alina, é morto por um volcra durante a travessia, e ela é atacada. Maly arrisca sua vida para tentar salvar a vida de Alina, e acaba bastante machucado por um volcra. Na tentiva de parar o sangramento de Maly, Alina sente um fluxo de luz em sua mente, os volcras fogem e ela apaga. Quando ela retoma a consciência, ela está na cidade de Kribirsk, de onde os soldados iniciaram a travessia. Ela é conduzida para a tenda do Darkling afim de provar que, devidos aos acontecimentos na Dobra, Alina é uma Conjuradora do Sol, pessoa dotada com a capacidade de evocar luz. 

Ravka e o Darkling tem esperado por anos pelo nascimento de uma Conjuradora do Sol, a única esperança para destruir a Dobra das Sombras. Alina é então levada a fortaleza dos Grishas, bem longe de Maly, com quem ela não tem nem a oportunidade de falar. Ela é apresentada ao rei como a salvação do reino. Mas diferente dos outros Gishas, ela não é nem bonita, nem poderosa. Ela não tem controle sobre seus poderes e não consegue invocá-los sem a ajuda do Darkling ou de Bahgra, uma anciã Grisha responsável por treiná-la a usar seus poderes. Alina também aprende táticas de combate com um mercenário que ensina a todos os Grishas. Mas até nisso, ela é fraca. 

Poucos dos Grishas se mostram amigáveis com Alina, mas o mais importante é que o Darkling acredita nela. Depois que Alina o viu cortar um homem ao meio com seus poderes, defendendo a sua vida, ela tem medo, mas ao mesmo tempo possui uma admiração e atração por ele. Ao mesmo tempo, bastante confusa, ela não entende porque Maly não responde suas cartas frequentes.

Será que Alina realmente pertence ao mundo dos Grishas? E o atraente é de confiança? Ou uma pessoa do mal? Será que Alina está reprimindo seus poderes? Se sim, por que? Pra concluir, será que ela vai descobrir uma maneira de usá-lo para ajudar Ravka? Resposta para todas as perguntas, só lendo esse livro incrível! Ele é tão instigante que você não tem como não ler rápido! 
Agora é iniciar a leitura de Sol e Tormenta, segundo volume da trilogia grisha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário