Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

RESENHA: SONATA EM PUNK ROCK - BABI DEWET

"Às vezes, para assumir a regência de nossas vidas, precisamos trocar a partitura. Afinal, por que alguém escolheria uma orquestra se pode ter uma banda de rock?"

Como uma boa amante de música, principalmente punk rock, me encantei por Sonata em punk rock, da escritora carioca Babi Dewet. Li e foi tudo que eu esperava e mais um pouco. Minha primeira experiência lendo algo da Babi foi ótima e me encantei com sua escrita leve e super atual. Ela conduziu esse romance com muita sabedoria, regada a muito rock'n'roll!


Sinopse: Por que alguém escolheria uma orquestra se pode ter uma banda de rock? Essa sempre foi a dúvida de Valentina Gontcharov. Entre o trabalho como gerente do mercado do bairro e as tarefas de casa, o sonho de viver de música estava, aos poucos, ficando em segundo plano. Até que, ao descobrir que tem ouvido absoluto e ser aceita na Academia Margareth Vilela, o conservatório de música mais famoso do país, a garota tem a chance de seguir uma nova vida na conhecida Cidade da Música, o lugar capaz de realizar todos os seus sonhos.No conservatório, Tim, como prefere ser chamada, terá que superar seus medos e inseguranças e provar a si mesma do que é capaz, mesmo que isso signifique dominar o tão assustador piano e abraçar de vez o seu lado de musicista clássica. Só que, para dificultar ainda mais as coisas, o arrogante e talentoso Kim cruza seu caminho de uma forma que é impossível ignorar.
Em um universo completamente diferente do que estava acostumada, repleto de notas, arpejos, partituras, instrumentos e disciplina, Valentina irá mostrar ao certinho Kim que não é só ele que está precisando de um pouco de rock’n’roll, mas sim toda a Cidade da Música.

"Mas às vezes você precisa calar a boca e aguentar tudo quieta.Mesmo que tenha vontade de explodir,fugir e ir embora.A música é prioridade.Então faça o melhor que puder.Se tem alguém que nunca vai te abandonar,é sua música.É a única coisa em que podemos confiar.É a única coisa que não nos vira as costas."

Valentina, ou Tim como gosta de ser chamada, é uma jovem com espírito rock'n'roll. Amante de música, seu sonho é entrar na Academia Margareth Vilela, uma escola de música clássica. Mesmo não tendo condições de custear o curso, ela é aceita. E pra sua surpresa, seu pai ausente e muito rico, aparece e descobre que sua filha é tão talentosa quanto ele, e se oferece para pagar o curso para Tim.
Ela então embarca para a Cidade da Música! Cheia de expectativas e sonhos, Tim percebe ao chegar que a realidade por lá é outra: as pessoas são muitos diferentes uma das outras e é bem difícil de fazer amigos. Além disso, o lugar parecia ter uma energia diferente, algo como se a estivesse empurrando de sua veia rock'n'roll.

"Sua mãe dizia que ela tinha um grande dom e um dia iria tocar a vida das pessoas.Era nisso que Valentina tentava acreditar.Queria fazer a diferença através da sua música,se expressar para o mundo e fazer todos entenderem o que sentia."

Mesmo assim, ela não desiste de se enturmar e conhecer melhor o lugar e as pessoas. E é em uma dessas caminhadas pelo prédio da escola que ela conhece o arrogante Kim, um garoto muito popular que sempre passeia por lá com uma cara de tédio de tudo: das pessoas, das aulas, da vida. Além disso, ele é filho da diretora da escola.

Apesar de ter um ouvido absoluto, Tim passa por maus bocados nas aulas de piano, disciplina obrigatória, pois é requisito fazer um instrumento clássico. Ela nunca leu uma partitura na vida, apesar de saber tocar uma música só de ouvi-la. Mas essa desculpa não vai colar com a rígida professora, e a solução pra isso nada mais é do que pedir ajuda para o melhor pianista da academia: Kim.

Depois de muita luta, ele aceita ajudá-la e os dois vão aprender bastante um com o outro, mesmo em meio a provocações e discussões. Kim apresenta música clássica para Tim e ela vai gostando sem deixar para trás o rock que tanto ama.

A leitura desse livro foi incrível! Cada capítulo é o nome de uma música, o que deixa o livro bastante interativo. Além disso, há várias referências à cultura pop, ao universo geek e a cultura asiática.
Gostei bastante de Sonata em punk rock e espero ansiosa pela continuação. Serão três volumes da série chamada Cidade da Música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário