Quem sou eu

Minha foto
Prazer, me chamo Kênia, moro em Brasília – DF, sou professora de inglês, canceriana, torcedora do Palmeiras, amante de chocolate e gatos. Tenho como paixão a música, especialmente o rock. Minhas bandas do coração são o Oasis e o Skank. No mesmo nível de paixão está a leitura e o cinema. Adoro seriados inteligentes e de super heróis, e às vezes algo meloso e fofinho pra dar uma equilibrada. Leio de tudo um pouco, mas sou fascinada por distopias, thrillers, fantasia e mitologia. Tenho uma queda pela escrita do Neil Gaiman e do Stephen King e adoro descobrir escritores novos de escrita instigante, principalmente os nacionais. Amo viajar e conhecer novas culturas e lugares históricos. Londres é meu lugar favorito no mundo e tive a oportunidade de desbravar essa maravilha de cidade três vezes. Já pisei em 12 países e só penso em aumentar a lista. Iniciei esse blog há 3 anos com o intuito de compartilhar experiências de um pouco de tudo: resenhas de livros, viagens pelo Brasil e pelo mundo, dicas de inglês, experiências e pensamentos pessoais. Divirtam-se ♥

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

RESENHA: PRIMAVERA DE CORES: ADRIANA BRAZIL

"Toda vida passa pelas estações, caminha pela chuva, outra por folhas secas, mas é um fato irrevogável. A nossa existência permanece inalterada, viva, esperando sempre pela primavera ou pelo calor do verão. Aprendi a esperar e acreditar que, por mais que demore, o mundo continua a girar, trazendo o tempo certo, o tempo propício de chorar, viver, de sonhar e até mesmo de recordar o tempo que passou."             

Primavera de Cores é o terceiro livro da série Foi Assim Que Te Amei da escritora Adriana Brazil. Essa série conta um romance que atravessa as quatro estações. Já resenhei o primeiro volume, Outono de Sonhos e o segundo, Inverno de Cinzas. Demorei um tempo para completar a coleção, já que eu queria autografada pela escritora, daí conseguido o feito estou terminando a série, com a resenha de Primavera de Cores e em breve com Verão de Conquistas.


Sinopse: A Primavera chega a Florianópolis e com ela vários acontecimentos que irão marcar para sempre a estação das flores. Um clima de mistério envolve Helen e seu futuro. Um sonho tenebroso encontra seu repouso da noite e trará muito mais que um descortinar de acontecimentos vindouros, mas a revelação do seu próprio destino. Enquanto Helen firma sua esperança nas promessas de um sonho, ela passa a ser perseguida por dramas que acometerão não apenas sua trajetória, como também a das pessoas mais importantes de sua vida. A estação será marcada por suspense, romance e emoção. Uma tocante história com uma lição inesquecível sobre o perdão, a liberdade, o valor das amizades e o poder do amor.

"Seu olhar era atraente, seu sorriso como uma bela paisagem. Tentei decorar seu rosto mais uma vez, não cansava de olhá-lo. Ele fazia nascer novos sonhos."

Primavera remete a flores, beleza, felicidade. É isso que esse livro traz, beleza para o casal de protagonistas, Helen e Andrew. Após o inverno em que ambos passaram por diversas provações, nesse livro eles estão mais felizes do que nunca!
Andrew voltou para a faculdade e está super empolgado em retomar sua escrita com a Helen, além dos jogos de futebol com os amigos. Fica claro como ele é querido na faculdade e como as pessoas estão felizes por tê-lo por lá.

"Você é, Andrew, meu sonho de outono e minha realidade em todas as estações. E se todas as primaveras forem assim, vou pedir a Deus para que em todos os dias haja flores ao nosso redor."

Helen é uma felicidade só também! Ela não esconde a felicidade por ter voltado a namorar com Andrew! E essa felicidade vai aumentar ainda mais, já que os dois estão envoltos nos preparativos do casamento, para enfim selar esse amor tão lindo que surgiu no outono.
Mas, como nem tudo são flores, algumas pessoas que destoam dessa realidade, vão fazer de tudo para atrapalhar o sonho do casal. 

"Aprendi que o tempo de Deus é perfeito. A nossa dor nunca será maior do que aquilo que Ele pode fazer. As estações são passageiras e até os invernos têm o tempo determinado de acabar. O bom é saber que a primavera sempre chega depois dele."

Além disso, a primavera que traz consigo sua chuva característica da estação, vai colocar o grupo de amigos em uma situação dramática: Alan, o mais engraçado dos amigos de Andrew, sofre um acidente de moto com sua namorada, Sarah. As sequelas desse acidente vão deixar os amigos tristes, melancólicos e apreensivos, na esperança por um milagre de Deus.

Primavera de Cores mostra como Andrew e Helen lidam com os infortúnios da vida em meio aos preparativos de seu casamento. Com muita sabedoria, Andrew consegue por vezes lidar com a imaturidade e insegurança de Helen. No livro anterior, ela consegue ser bastante irritante com esse tipo de comportamento, e nesse não podia faltar, né? É o lado da personagem que menos gosto e por mim, não precisava existir, já que ela faz o seu showzinho e depois volta tudo ao normal, em meio a um mar de lágrimas e desculpas.
Outra coisa que me incomodou na personagem foi seu comportamento em relação ao Alan. Ela fica remoendo o problema dele e sofrendo além da conta, mais do que o próprio Alan! Suas falas nessas cenas são bastante repetitivas que chega a ser irritante.

Mas no geral, o livro é bonito e traz várias lições de que, na vida, tudo é no tempo de Deus, precisamos ter paciência para entender isso. E mesmo que estejamos enfrentando uma tempestade, nós não podemos parar e simplesmente esperar ela passar, temos que agir, mas com o pensamento de que aquilo vai passar e que a recompensa vai chegar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário